MUNDO DOS FILÓSOFOS

HOMENAGENS PARA MINHA FILHA TATIANA

 

TATIANA MADJAROF BUSSAMRA

Tati, gostaria que todos soubessem o quanto você foi importante na minha vida e o quanto você foi amada e querida por todos. Apesar de toda a dor que invade o meu peito e minh'alma, pude encontrar e reunir forças para escrever um pouco do muito que você representou em minha vida.

Agradeço a Deus por ter me dado você de presente, mesmo que por pouco tempo. Nesses 23 anos você só me deu alegrias e me encheu de orgulho. Menina linda, inteligente, humilde, cheia de graça e de charme, carinhosa, meiga, enfim, tudo de bom...

Tua vida foi ceifada nas curvas perigosas de um asfalto, mas você continuará vivendo eternamente dentro de nossos corações. O teu curso de medicina foi interrompido, mas agora você irá clinicar entre as estrelas. Os Anjos do Céu estão alegres com a chegada de mais um Anjo.

Deus! Muito obrigada por ter me emprestado esta menina maravilhosa que foi a Tatinha. Tati, quero te agradecer por tudo que você fez por mim. Quero te agradecer por você ter me escolhido como tua mãe. Quero te agradecer por você ter sido sempre a filha maravilhosa que você foi.

Tati, você nasceu para brilhar e o teu brilho apenas mudou de endereço. Agora, você irá brilhar entre as estrelas e quando eu olhar para o céu e ver a estrela mais brilhante, sei que será você dando o seu belo sorriso para mim.

Peço a Deus que me dê força e resignação para aceitar a tua partida.

Fique com Deus minha filha querida, minha boneca, minha linda, minha vida...

A mãe que te ama muito, Rosana Madjarof.


TATIANA PRATICANDO SNOWBOARD EM KEYSTONE - COLORADO EM 2005

A maior angústia vivida pelo homem é a condição de viver à espreita da própria morte, dizia um sábio professor do curso de psicologia. Todos sabemos que ela virá, sem, entretanto, conhecer a forma e o momento exato. Acredito que essa angústia se multiplica quando a expectativa recai sobre um ente querido e amado - dor que não pode ser dimensionada por quem não a viveu.

Mesmo assim, nos surpreendemos sempre e o choque é inevitável, especialmente quando uma pessoa tão querida tem sua vida interrompida de forma trágica nas curvas de uma estrada, como aconteceu com a nossa Tati, no dia 04/02/2006.

Perdemos a nossa querida Tatiana. Uma menina de 23 anos, idealista e cheia de sonhos - muitos em curso - que deixou sua marca colocando muito de si em tudo que fez. De personalidade marcante e forte determinação, enfrentou seus medos e se expôs aos desafios. A obstinação pelo novo, suas viagens e suas buscas, outras culturas, muito conhecimento. Instrutora de Snowboard por três temporadas no Colorado, praticante de surf nas praias do sul, professora de Inglês na cidade de Tubarão, aonde também se dedicava ao curso de medicina, que estava às portas da conclusão. Motivo de orgulho de todos nós!

Apesar de tão jovem, demonstrava uma maneira peculiar de autonomia e independência, vivendo tudo tão intensamente, como se o tempo fosse incompatível com os seus anseios de vida e o mundo restrito e limitado.

Bela menina, nutria a vaidade inerente a uma jovem de sua idade, vestindo-se com esmero e cuidando da aparência com dedicação.

Pois é Tatinha, Os amigos reais e virtuais, os seus alunos, os seus amores, a sua mãe Rosana, o seu pai Jorge, a sua irmã Luciana, a sua avó (e confidente) Rosa, os avós Eduardo e Jacy, os seus tios e primos; todos sentiremos muito sua falta!

Esta é a homenagem do seu tio Paulinho.


Oi, Tati. Querida Filha.

Você sempre gostou de viajar, ir para bem longe, ficar bastante tempo fora. Eu nunca gostei muito, pois ficava sem você por muito tempo, porem, como te amo muito, sempre te dei toda liberdade de escolha, pois acima de tudo quis sempre que você fosse feliz.

Mas filha, agora você exagerou! Viajou repentinamente sem avisar ninguém, e ainda para ficar ausente mais tempo que das outras vezes. Acho que fez isso porque sabia que dessa vez eu não ia deixar de jeito nenhum.

Ainda bem que pelo menos sabemos para onde foi. É um pouco distante, porem, sem dúvida um lugar maravilhoso, lindo mesmo, com ótimas companhias, como você também tinha por aqui e ainda vai encontrar pessoas que não vemos há muito tempo e que vão gostar de te ver novamente, pois também a amam muito.

Acho que desta vez você foi para ficar, mas tudo bem a gente vai se falando como der. A força do amor vai muito além de um telefonema, de um E-mail ou até do orkut.

Olha, você vai encontrar aí um Amigo meu que eu converso com Ele todos os dias e sempre falo de você e de sua irmã. Então, fique tranqüila porque Ele já te conhece bem.

Agradeça a Ele por mim por ter me dado a felicidade de ser seu pai e ter sua companhia por esses 23 anos; agradeça também por ter sido uma filha maravilhosa, por você ter entendido que sonhos para serem realizados dão trabalho e você sempre se esforçou ao Máximo para conquistá-los; agradeça por você ter sido sempre tão alegre e, principalmente, alegrar a vida dos que estavam junto a você.

Agradeça a Ele por ter te dado a passagem para esta viagem em primeira classe, sem dor, sem sofrimento. Agradeça também por estar cuidando de você com todo carinho e amor que você merece.

Olha, eu já falei tudo isso com Ele, mas não custa nada reforçar. Eu acho que Ele vai gostar.

Ah! Avisa pra Ele não esquecer de mandar as passagens para nós também, pois vamos sentir muitas saudades de você e queremos te encontrar aí onde você está. Mas fala pra Ele que não precisa ser pra já. Pode demorar um pouco, pois nós temos ainda umas coisas pra resolver por aqui e eu quero que você aproveite bem sua viagem, sem pressa.

Sua ausência está doendo muito em mim, em sua mãe, em sua irmã, avós, primos e amigos, mas vai passar.

Eu acho que os pais deveriam fazer esta viagem antes dos filhos, pra poder ajeitar tudo por aí antes de vocês chegarem. Mas tem coisas que nós não entendemos e por isso não podemos julgar, pois muitas vezes não sabemos o que é certo ou errado, o que é justo ou injusto.

O importante mesmo é que sabemos que está bem e que todos os seus "queridos", como você costuma se referir aos seus amigos, estão lhe mandando um abraço apertado, um beijo e um monte de recados no seu orkut.

Fique com meu Amigo Deus, mas se tiver neve vê se não vai se machucar como das outras vezes quando você fez snowboard lá no EUA.

 

Beijão, Saudades de seu querido papi Jorge.


 

TATI... VOCÊ ERA UMA PESSOA ILUMINADA... CHEIA DE AMOR... DE VIDA... DE SONHOS... DE VONTADE... UMA BATALHADORA... UM VERDADEIRO ANJO QUE HOJE ESTÁ NO CÉU NOS OLHANDO... EU, E TODOS QUE A CONHECIAM, TE AMAMOS MUITOOOOO... E TENHA CERTEZA DE QUE ESTAREMOS SEMPRE ORANDO POR VOCÊ.

     TE AMO - TE AMO - TE AMO - TE AMO - TE AMO - TE AMO.

 

A vida é mesmo muito estranha... Tira da gente o que a gente mais ama, quando a gente menos espera... Quero dizer que vou sentir muita, mas muita saudade da minha maninha querida... Ela era cheia de sonhos, esperanças, desejos, cheia de vida, linda, sempre alegre, muito divertida... Vou sentir muita falta das nossas conversas, do jeito que ela era comigo... Não podíamos ficar juntas que só saiam besteiras... E sempre eu levando várias pedaladas.... Vou sentir muita falta disso tudo... Eu tinha e tenho muito orgulho de ter tido ela como a minha irmã... A única que eu tinha, e que nunca vai sair do meu coração, nem do meu pensamento, é como se uma parte de mim tivesse ido junto sabe?... Mesmo sempre morando longe, sempre distante, nós estávamos sempre juntas, tanto nas tristezas, quanto nas alegrias... Eu não entendo pq, pq ela?... Uma menina que tinha um futuro brilhante e o seu maior sonho era se casar e ter filhos. Ela realmente vivia e viveu intensamente, com planos e mais planos, decidida em tudo que queria, inteligente... Não entendo! Eu sei que Deus faz tudo certo na hora certa, mais por que ela? Não posso nem dizer que Deus foi injusto, porque, quem sabe, talvez ele a livrou de um mal pior, ou algo assim... Então, só peço a Deus que nos ajude, que nos dê essa compreensão, entendimento e força pra superarmos essa perda, que foi a pior que eu já tive... Em mim ficou uma ferida que nunca vai se fechar... Ficou a dor da saudade... Mas Deus é maravilhoso, e vai nos ajudar em todos os momentos!

Minha irmã só nos deixou coisas boas, só alegrias, com certeza vamos sempre lembrar dela com muito carinho, com muita felicidade... Pq era assim que ela era, meiguinha, companheira, amiga, linda, inteligente, simples, honesta, enfim, tudo que um verdadeiro Anjo é. Nunca senti tanta dor como estou sentindo agora..., e eu não desejo essa dor pra ninguém...

 

TE AMO MINHA IRMÃ... TE AMO MUITO...

AGRADEÇO MUITO A DEUS POR TER ME ESCOLHIDO PRA SER SUA IRMÃ, PQ SEMPRE TIVE MUITO ORGULHO DE DIZER QUE TINHA UMA IRMÃ COMO VOCÊ.

VOCÊ SEMPRE VAI FICAR COMIGO... EU SEI DISSO... E É ISSO QUE ME CONFORTA, SABER QUE SEMPRE VAI ESTAR AO NOSSO LADO...

 

OBRIGADA SENHOR!

 

SAUDADE... SAUDADE... SAUDADE... INFINITA DE VOCÊ TATI.

TE AMO
TE AMO
TE AMO
TE AMO
 

Esse foi o meu desabafo..... eu precisava disso.

Com muito amor e muita saudade dessa irmã que lhe será sempre grata, Luciana Madjarof Bussamra.


 

1ª PSICOGRAFIA DA TATI RECEBIDA NO DIA 15/09/06, EM UBERABA - MG

 


          É incrível mãe!

É difícil explicar esta minha emoção e todo este intercâmbio que me permite entregar esta carta em suas mãos.
        Mamãe Rosana, não quero chorar, quero fazer de conta que estou lá no Texas, com minhas lembranças de todos e com a certeza de que aconteça novamente o nosso encontro.
        Mãe, naquele dia do acidente, me senti igual a um pássaro voando para atender o trinar de outro amigo que o chama para a festa da vida.
        Atendia o convite da Lydia, sentindo em meu ser a felicidade de ser lembrada por alguém a quem coloquei bem dentro do coração.
        Próximo a mim, o presente do papai Jorge: o cãozinho Tommy; meu companheiro, motivo de minha alegria.
        Saímos de Tubarão, mas não foi possível chegar ao encontro desejado com nossa Lydia.
        Não creio que minuciar os detalhes do acidente possa nos causar algum benefício.
        Quero apenas dizer que o meu Tommy me acompanha até hoje, e que eu não me deparei com os sofrimentos que possam imaginar.
        Aconteceu que o encontro com o outro veículo só me deu a consciência, naquele momento, quando chamei: Meu Deus!
        Nada vi, nada senti.
        Foi como se apagasse uma luminária que permanece com sua luz na energia da vida.
        Me lembro de abrir os olhos, pela primeira vez, dentro do novo espaço de vida.
        Sem alarde, iniciava minha trajetória de encontros.
        A tia Silvinha, a tia Ivete, o vovô Paulo, cada um tentando me entregar tudo que possuíam de bom na tentativa de amenizar o meu susto, mas confesso que os encontrei com o meu olhar sem compreender, é certo, mas não transmiti a eles qualquer movimento ou palavra de revolta.
        O certo mãe, é que Deus ali se apresentava através do amor de suas criaturas.
        Para não complicar o assunto, prolongando-o com nossas palavras, devo dizer que não me faltou calma, e, a presença do Tommy, que logo me foi entregue, era de maneira a me fazer segura.
        Sentia junto ao cãozinho, a presença do papai Jorge e a sua presença mãe.
        Sentia que minha irmã Lú, a nossa Luciana, ali estava, e, as presenças do vovô Paulo, da tia Ivete e da tia Silvinha me fazia sentir bem.
        Ao meu lado a vovó Rosa, e o exemplo desta guerreira me auxiliava a não fraquejar.
        O que terminou mãe? O corpo.
        Sua filha permanece, e minha vida tem ela os mesmos sentimentos dedicados a vocês.
        Vovó Rosa, você é vencedora! Me ajude a ser vencedora.
        Dá aquele beijo na Mari e no Paulinho. Diga a eles que são beijos da tia Ivete e meus.
        Dá um abração no tio Paulo.
        Sinto falta daqueles momentos em que, descontraídos, fazíamos juntos aquela festa em família.
        Mãe! Nos amamos.
        Permanecemos na condição de grandes amigas e seremos assim sempre; capazes de compreender uma a outra. Meus beijos.
        Penso que nos Estados Unidos, me via bem mais distante de você do que estou agora.
       Espero que o papai Jorge, através do que escrevo, sinta o quanto de amor tenho por ele, e que meu bondoso pai leve até a vovó Jacy e o vovô Eduardo, meu carinho de neta.
        Beijos mãe.
        Beijão vovó Rosa, aprendo com você a ser vencedora.
        Amo vocês.

        Tati.

        Tatiana Madjarof Bussamra.
       

Esclarecimentos:

  • Rosana e Jorge -- Pais;

  • Lydia -- Melhor amiga da Tati. A Tati estava se dirigindo à casa de praia da Lydia, em Laguna, para um almoço entre amigos quando aconteceu o acidente;

  • Tommy -- Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati havia ganhado do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela;

  • Tubarão -- Cidade onde a Tati morava devido ao fato de estar cursando a faculdade de medicina;

  • Silvinha -- Tia, desencarnada em 04/05/1986;

  • Ivete -- Tia, desencarnada em 22/06/2005;

  • Paulo -- Avô materno, desencarnado em 12/05/1991;

  • Lú (Luciana) -- Irmã;

  • Rosa -- Avó materna;

  • Mari (Mariana) e Paulinho -- Primos;

  • Paulo - Tio;

  • Jacy e Eduardo -- Avós paternos;

  • Texas -- Local em que fez fez intercâmbio estudantil por um ano, na cidade de Killeen, entre agosto/1999 a agosto/2000.

  • Estados Unidos -- Há 3 anos consecutivos que a Tati passava as férias de final de ano no Colorado, trabalhando em estações de esqui.

Mensagem psicografada pelo médium Celso de Almeida Afonso, na noite do dia 15/09/2006,

em reunião pública no Centro Espírita Aurélio Agostinho, Uberaba - MG.

 

 Tatiana Madjarof Bussamra

  * 21/12/1982 U 04/02/2006


 

  SAIBAM MAIS SOBRE A TATIANA E SOBRE AS PSICOGRAFIAS NO NOSSO SITE OFICIAL

 

SAUDADE E ADEUS

 

Fotolog Tati: www.fotolog.net/tatysflog

Fotolog Família Madjarof: www.fotolog.terra.com.br/madjarof

Nossos Canais no Youtube:

1. http://www.youtube.com/BiondaNick

2. http://www.youtube.com/psicografias

3. http://www.youtube.com/dudulasta


Resolução Mínima 800 x 600 - Copyright 1997-2011 - Elaborada  em 06/02/2006
Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof